17.9.09

Decálogo do cartão vermelho

Aos que vendem a chave do Paraíso,
aos que nada fazem senão por egoísmo
e aos que não devolvem um sorriso.

Aos que são contra a liberdade,
aos que desprezam a igualdade
e aos que matam por uma nacionalidade.

Aos que sofrem da doença dos preconceitos,
aos que dizem "isso não tem jeito"
e aos que pensam ter mais direitos.

Por fim na sequência,
aos que só vivem de aparência.
Haja paciência.

por Frank Saiu

Tarefa encomendada pelo amigo Altavolt

Repasso para o Игорь e para Jôice do Jornalismo SL

2 comentários:

Altavolt disse...

Salve, Frank! Seus cartões foram dados com toda a sofisticação devida, em forma de poema! Além da inspiração nas rimas, os temas abordados são completamente relevantes. Parabéns pelo decálogo, introduziu criatividade à proposta! Abração!

Игорь disse...

Oi Frank

O poema ficou fantástico , obrigado por me conceder o próximo passo .

Até breve

abraços