22.4.09

Literatura revista e outras poesias








Conclusões

Teus olhos acompanham-me
por onde não vou.

Minhas fotografias revelam
quem não sou.

Pensamentos imperfeitos e
teorias infundadas concluem:

Assim não dá para ser feliz!


Rimamento

Rimar duas palavras é fácil,
mas impossível garantir
que elas rimarão felizes para sempre.


Madrugada

Madrugada,
Vagando sozinho
por uma rua escura.

Vi algo
que não parecia ser nada.
Não dei importância.


Destino

Jogar com o destino é uma bosta,
ele sempre dá um jeito
e a gente perde a aposta.

Nexo

Olhei atrás da casa
Olhei atrás da parede
Olhei atrás do espelho
Olhei atrás do reflexo
Não encontrei o nexo

Impulsos Nítidos

Versos avessos
as vezes dispersos
vestem e despem
pensamentos virtuosos
como ventos uivantes
varrendo verdades
de vidas vazias.

Amor e Devaneios

Antes a ferida que a ausência
a ira que o descaso
o ato que a palavra
a desordem que o branco
o amor e devaneios
que despedidas sem abraço.

Banquete quotidiano

Vejo o Sol,
como um morro de saudades efêmeras.

Vejo a Lua,
como um sonho iluminado e distante.

Como um dia após o outro
e por vingança, a cada dia
eles me consomem por inteiro.

2 comentários:

Altavolt disse...

Voltou inspiradíssimo, hein, caro Frank? Parabéns! Abraço!

Equipe - A.M.U.A disse...

Ooooh..ótimo post.. Eh sempre bom ler algo assim. Abraço